Goiânia a cidade mais desigual do mundo segundo a ONU

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Goiânia a cidade mais desigual do mundo segundo a ONU

Mensagem por Fabricin em Qua Out 29 2008, 11:32

Coloquei duas notícias relacionadas para que possamos entender como a ONU chegou a essa conclusão e também deixo uma sugestão para se pesquisar o Indice GINI, que é o critério que eles utilizaram para a avaliação
Goiânia é novamente a primeira cidade em Qualidade de Vida no Brasil, segundo o Brasil Américas / Jornal do Brasil

JORNAL DO BRASIL
28 DE MAIO DE 2008

O prefeito Iris Rezende recebe, amanhã, às 20 horas, no auditório Petrônio Portela, no Senado Federal, o prêmio conferido a Goiânia pelo primeiro lugar dentre as cidades brasileiras a oferecer o melhor índice de qualidade de vida. A pesquisa coordenada pela empresa de marketing, propaganda Brasil Américas tem a parceira do sistema Fibra ( Sesi, Senai, Iel), Jornal do Brasil e Associação Nacional dos Municípios Produtores – ANAMUP.

O evento está na sua 13ª edição e certifica os 100 melhores prefeitos das Américas na categoria município e cidadania. O objetivo é reconhecer instituições públicas, compromissadas com as questões sociais, políticas, econômicas e de qualidade de vida. Para a concessão do prêmio, a Brasil Américas cruzou dados de pesquisas feitas pelo Ministério das Cidades, Instituto Brasileiro de Geografia e Estáticas (IBGE), Jornal do Brasil e Gazeta Mercantil sobre o Índice de Qualidade de Vida (IQV) nas cidades brasileiras.

Os municípios são indicados pela Associação Nacional dos Municípios Produtores - ANAMUP, entidade que representa o segmento produtivo brasileiro. Entre os critérios para a escolha de Goiânia está o seu crescimento econômico, sobretudo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS), Valor Adicionado e Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN), indicativos que proporcionam, também, bem- estar à população local.

Outros itens avaliados para se obter o IQV foram o consumo, os projetos sociais, educação, saúde e habitação. No caso de Goiânia, a renda per capta e a geração de empregos nos últimos anos foram os principais fatores responsáveis pelo avanço da qualidade de vida da cidade. Entre os presentes estarão palestrantes, representantes dos Governos Federal, Estadual e Municipal e Parlamentares

--------------------------------------------------------------------------------

Para ONU, Goiânia é a mais desigual da América Latina

Pesquisa em 19 grandes cidades mostra que a capital tem a pior distribuição de renda

Vinicius Jorge Sassine
O POPULAR


Goiânia é a cidade com maior concentração de renda na América Latina e no Caribe, entre 19 cidades de grande e médio porte citadas no relatório Estado Mundial das Cidades 2008/2009. O estudo foi divulgado ontem pelo Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) e revelou as disparidades sociais nas cidades latino-americanas e caribenhas a partir do critério da renda. Nenhuma cidade analisada tem tantas diferenças entre ricos e pobres quanto Goiânia.


A análise da distribuição da renda foi feita a partir do Índice de Gini, um coeficiente muito utilizado pelos economistas para mensurar as diferenças entre ricos e pobres.Conforme os critérios da ONU, coeficientes acima de 0,4 superam a chamada linha internacional de perigo. Goiânia tem um índice de 0,65.


No Brasil, os técnicos da ONU-Habitat analisaram sete grandes cidades: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza, Curitiba, Brasília e Goiânia. Mesmo sendo um dos menores centros urbanos do universo pesquisado, a capital goiana se revelou concentradora de renda, seguida de perto por Brasília.


Segundo o relatório, Goiânia, Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza, São Paulo e Bogotá, na Colômbia, são as que apresentam maior concentração de renda na América Latina. “O índice de Gini é considerado extremamente elevado para os padrões internacionais”, conclui o relatório.
O coeficiente não aponta necessariamente pobreza, mas má distribuição da renda. A riqueza produzida em Goiânia – ancorada no agronegócio e no setor de serviços – está concentrada em uma minoria de famílias. Em países africanos extremamente pobres, o índice é baixo, por uma razão simples: não há renda para ficar concentrada.


Em Goiás, depois de quedas sucessivas da concentração de renda, a distribuição voltou a ficar mais desigual a partir de 2004, como mostra levantamentos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Índice de Gini era de 0,552 em 2001 e chegou a cair para 0,514 em 2003. Em 2004 já foi maior e, no ano seguinte, atingiu 0,54. Em todo o País, ao contrário, o coeficiente caiu nesses cinco anos.


O que ocorre em Goiânia é uma realidade generalizada nos maiores centros urbanos brasileiros. O relatório aponta que metade da população mundial já vive nas cidades e, até 2040, o índice pode chegar a 70%. No Brasil, os índices de urbanização são maiores e, por isso, a distribuição de renda passa necessariamente por políticas voltadas a esses grandes núcleos urbanos. “Essa desigualdade existe porque as políticas públicas priorizam as zonas de maior riqueza nas cidades. Os orçamentos públicos e privados apóiam essas áreas, onde a tendência é que cheguem mais investimentos”, disse ao POPULAR Cecília Martinez, diretora do escritório regional para América Latina e Caribe da ONU-Habitat. Segundo Cecília, faltam “planejamento ordenado” e “políticas claras” para impulsionar o desenvolvimento de áreas mais pobres e periféricas.

Para ela, a proximidade entre Brasília e Goiânia – as duas cidades com maior concentração de renda na América Latina, dentre os 19 municípios pesquisados – interfere na distribuição da renda. “As cidades não estão ilhadas, e deve haver um trabalho conjunto das prefeituras. Se os serviços de educação, moradia e saneamento básico não chegarem, áreas pobres continuarão pobres.”

Fabricin

Masculino
Número de Mensagens : 60
Idade : 33
Localização : Brésil
Humor : extrovertido/descolado
Data de inscrição : 23/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goiânia a cidade mais desigual do mundo segundo a ONU

Mensagem por Fabricin em Qua Out 29 2008, 11:50

É vergonhoso pra mim, que nasci e fui criado nesta cidade, ver noticias como essa circulando por ai e ainda pior, estar de acordo com as informações.
Não é papo de quem chegou do exterior ou blá, blá conversa pra boi dormir. Nas minhas buscas por emprego tenho me deparado com situações em que pude comprovar que as esmpresas estão voltadas para a produtividade e valores agregados a resultados em numeros, seus funcionários são cobrados ao extremo, mas não recebem um salário justo e compativel com a função e nem tão pouco se beneficia com os lucros da empresa.
Quando sou chamado a uma entrevista de trabalho, eles me perguntam a pretenção salarial e de imediato agrego valor a função e as habilidades e experiências que tenho e ainda acho pouco o que peço, justamente porque conheço o meu valor e também sei o quanto a empresa vai ganhar com minhas idéias e a diferença que vou fazer aquela empresa.
Infelizmente como existem tantas pessoas desempregadas e a situação está cada vez mais difícil, se submetem a aceitar a executar uma a tarefa que exige muito e por um valor que acaba saindo menos que um salário mínimo, devido aos descontos de praxe, o argumento da empreza: "pagamos muitos impostos".
Isso é conversa pra boi dormir. Vamos levantar o indíce de lucratividade, impostos e folhas de pagamentos, certamente o lucro da empresa estará no topo.
Pode ser sim, que Goiânia tem uma grande concentração de renda, segundo o Jornal do Brasil, mas infelizmente isso é para uns poucos, e a grande maioria e, os trabalhadores resnposáveis por esse resultado, fica na merda!!! que se foda!!!
***Em um mundo cada vez mais competitivo, com um desenvolvimento tecnológico cada vez mais rápido, a chave do sucesso é a eficiência. Não premiar os mais competentes significa travar o desenvolvimento econômico e consequentemente prejudicar os mais pobres.***
Eu li algo assim: "EM UM OUTRO CONTEXTO E EM UM OUTRA REALIDADE, É SOBRE UMA NAÇÃO COM UM POVO COM MEDO DE FALAR UNPOPULAR ISSUES, ASSUNTOS NÃO AGRADÁVEIS.UMA NAÇÃO TRANQUILIZADA PELA PRÓPRIA IGNORÂNCIA EM UMA COMPLACÊNCIA QUE PODE SER FATAL.. UMA NAÇÃO COM CIDADÃOS PARA CLIMAS AGRADÁVEIS E QUE SÓ SERVEM O PAÍS SE RECEBEREM SEGURANÇA FINANCEIRA E CONFORTO MATERIAL. UMA NAÇÃO DE CORDEIROS." Traduzido do livro >A NATION OF SHEEP, DE WILLIAM J. LEDERER, A CREST BOOK.


Última edição por Fabricin em Qua Out 29 2008, 12:11, editado 1 vez(es) (Razão : colocar o comentario do livro)

Fabricin

Masculino
Número de Mensagens : 60
Idade : 33
Localização : Brésil
Humor : extrovertido/descolado
Data de inscrição : 23/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goiânia a cidade mais desigual do mundo segundo a ONU

Mensagem por Convidad em Qua Dez 24 2008, 01:39

O progresso goiano é uma falácia desmedida e todo o ridículo esforço pra evidenciar pequenos êxitos soam mais como ironia do que qualquer análise minimamente séria. Vivemos numa cidade de mentalidade arcaica em que os grupos se dividem em feudos e que a violência policial é legitimada por grande parte da nossa ignorante população; não ignorantes por terem tal posição, ignorantes por … deixo esse espaço pra que vocês reflitam sobre isso, creio que as experiências individuais de vocês possibilitarão diversos elementos que preencham essa lacuna.

A menção a feudos diz respeito a grande levas de migrantes que o estado suporta nas últimas décadas e não faz nenhum esforço para q ocorra a integração dessa gente; tanto cultural, como social.

Respostas prontas são dadas aos nossos anseios diversos e repetidos como se fossem fruto de uma estabelecida obveidade. Não sei se ouviu algo parecido com isso Fabricin ; Emprego não falta! O problema é a qualificação. A culpa não é do motorista nem do passageiro... é da empresa. O suspeito foi morto e suspeita-se de acerto de contas por envolvimento com tráfico de drogas. É mesmo, bandido bom é bandido morto.!? O problema é quem define isso, ah. Já sei; âncoras e pontas de tv metidos a justiceiros e muito pouco preocupados em embasar com objetividade mínima sua opinião afetada e preconceituosa.
Tudo isso culmina numa sociedade sádica por ignorância, frágil por ignorância, carente por ignorância...
É NOSSA RESPONSABILIDADE MUDAR ISSO!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goiânia a cidade mais desigual do mundo segundo a ONU

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 00:51


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum