Poesia & Poema

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Poesia & Poema

Mensagem por Moe em Dom Jun 08 2008, 21:54

Eu me identifico muito com esse poema de Vinicius de Moraes.

Dialética

É claro que a vida é boa
E a alegria, a única indizível emoção
É claro que te acho linda
E em ti bendigo o amor das coisas simples
É claro que te amo
E tenho tudo para ser feliz

Mas acontece que sou triste...


Agora, quero ler os poemas favoritos de vocês!
avatar
Moe

Feminino
Número de Mensagens : 392
Idade : 29
Localização : Planeta 730
Humor : extrovertido/descolado
Data de inscrição : 09/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poesia & Poema

Mensagem por Convidad em Dom Jun 08 2008, 22:33

TABACARIA

Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo(...)

Que sei eu do que serei, eu que não sei o que sou?
Ser o que penso? Mas penso tanta coisa!
E há tantos que pensam ser a mesma coisa que não pode haver tantos!
Gênio? Neste momento
Cem mil cérebros se concebem em sonho gênios como eu,
E a história não marcará, quem sabe?, nem um,
Nem haverá senão estrume de tantas conquistas futuras.
Não, não creio em mim.
Em todos os manicômios há doidos malucos com tantas certezas!
Eu, que não tenho nenhuma certeza, sou mais certo ou menos certo?
Não, nem em mim...
Em quantas mansardas e não-mansardas do mundo
Não estão nesta hora gênios-para-si-mesmos sonhando?
Quantas aspirações altas e nobres e lúcidas -
Sim, verdadeiramente altas e nobres e lúcidas -,
E quem sabe se realizáveis,
Nunca verão a luz do sol real nem acharão ouvidos de gente?
O mundo é para quem nasce para o conquistar
E não para quem sonha que pode conquistá-lo, ainda que tenha razão.
Tenho sonhado mais que o que Napoleão fez.
Tenho apertado ao peito hipotético mais humanidades do que Cristo,
Tenho feito filosofias em segredo que nenhum Kant escreveu.
Mas sou, e talvez serei sempre, o da mansarda,
Ainda que não more nela;
Serei sempre o que não nasceu para isso;
Serei sempre só o que tinha qualidades;
Serei sempre o que esperou que lhe abrissem a porta ao pé de uma parede sem porta,
E cantou a cantiga do Infinito numa capoeira,
E ouviu a voz de Deus num poço tapado.
Crer em mim? Não, nem em nada.
Derrame-me a Natureza sobre a cabeça ardente
O seu sol, a sua chava, o vento que me acha o cabelo,
E o resto que venha se vier, ou tiver que vir, ou não venha.
Escravos cardíacos das estrelas,
Conquistamos todo o mundo antes de nos levantar da cama;
Mas acordamos e ele é opaco,
Levantamo-nos e ele é alheio,
Saímos de casa e ele é a terra inteira,
Mais o sistema solar e a Via Láctea e o Indefinido.(...)

Álvaro de Campos, 15-1-1928

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poesia & Poema

Mensagem por by.freddy em Dom Jun 08 2008, 23:42

Por toda hora passei
Quieto e observador
Ao relento fiquei
Contei as estrelas do céu
E um mar de tristeza ficou

Como a chuva que vai e vem de repente
A lembrança que nunca sai
Assisti a tudo isso
Sem se desfazer
A nada ter de alcançar

Foi o que eu pedi fugiu
Nenhuma esperança quis eu ter
Nem mesmo alegria sem fim
Amor
Foi o que só pensei

Por toda minha simples vida
Apenas o amor e verdade busquei
Nunca alcancei
De tanto, cansei
Por hora... Outrora voltei

Inocente por sempre eu caminhei
A pureza que da alma vem
O carinho que jamais recebi
Por ti, com tudo que há em mim
Segui

Um dia lindo encontrar
Aquela esperança, me pôs a esperar
Fiquei a contar
A flor, que outrora ela
O enfim, convite entregar

Confidenciei à Lua
E a tudo que oculto me ouvia
Disse tão alto com a alma
Pude acreditar alguém escutar
E, a mim ensinar

Existo em todo momento por causa de ti
A razão não anda para onde caminhas
Por este caminho tenho procurado pisar
Mas meus pés nunca consegui firmar
Ondas, como as do mar

Amor
Eu só pedi o amor
E pedi com muito significado
Procurei na saudade
Apenas bosques de solidão desencontrados

Carinho
Porquê sempre de mim foges?
Porquê as letras são a mim todas escondidas?
Assim, receio demonstrar o que tenho comigo
Todo carinho que carrego consigo

O que entendo de doce e bonito
Remete-me a ti
O Amor
A que tudo incito
Poder alcançar abraçar

Eu amo
A amo tanto
Mesmo sem poder te ver
Eu presumo
Me encanto

Ser apenas amado tornar-se-ia obsoleto
Para o desejo de apenas amar, amar
Este é sim o alegrar
O sorrir, o viver
Verdadeiro sonhar

"Não me faça mal"
-Eu te quero bem
Jamais amarei sem antes te amar
Te amarei primeiro
Antes mesmo do litígio

Gostaria que, a quem peço, me entenda
Minha vida é tudo isso
A tudo se resume por inteiro
A que tudo busco, quero e entrego
Alquimia do ferrete eu me encerro

Amor, verdade e pureza
Coisas que sempre quis a mim
Para um dia te entregar
Tudo que me atrai e conquista
É bonito, mas não é real aqui

(by.freddy, 12-2007)


Última edição por by.freddy em Seg Out 06 2008, 12:42, editado 2 vez(es)
avatar
by.freddy

Masculino
Número de Mensagens : 229
Idade : 37
Localização : BSB
Humor : sarcástico/provocador
Data de inscrição : 13/05/2008

Ver perfil do usuário http://queteinteressa.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poesia & Poema

Mensagem por Convidad em Qui Jun 12 2008, 21:49

Álvaro de Campos

O Que Há


O que há em mim é sobretudo cansaço —
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço.

A sutileza das sensações inúteis,
As paixões violentas por coisa nenhuma,
Os amores intensos por o suposto em alguém,
Essas coisas todas —
Essas e o que falta nelas eternamente —;
Tudo isso faz um cansaço,
Este cansaço,
Cansaço.

Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada —
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser...

E o resultado?
Para eles a vida vivida ou sonhada,
Para eles o sonho sonhado ou vivido,
Para eles a média entre tudo e nada, isto é, isto...
Para mim só um grande, um profundo,
E, ah com que felicidade infecundo, cansaço,
Um supremíssimo cansaço,
Íssimno, íssimo, íssimo,
Cansaço...

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poesia & Poema

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum